Google I/O 2015 – as novidades e nossas impressões

Antes de explicar qualquer coisa, veja esse vídeo curtinho dos highlights do evento:

[http://www.youtube.com/watch?v=OT8wVt1Bt_Y]

Já deu pra sentir o TAMANHO da coisa, né? Esse foi o Google I/O 2015, evento em que a ~ empresa de busca ~ conta as novidades do ano para o mundo e ocorreu em São Francisco nos dias 28 e 29 de maio.

I/O Community Guidelines <3

Como já escrevi no post que falei do GDG Global Summit 2015, essa foi a primeira vez que o Guilherme e eu viajamos para fora, apesar de estarmos acostumados com a grandiosidade do Campus Party (sou veterana de todos os anos lml), o Google I/O é uma experiência bem mais frenética – são 2 dias de muita coisa acontecendo e muita novidade rolando. Tá achando exagero? Olha essa grade maluca com tanta coisa legal rolando junto <o>

Chegando lá, nós de GDGs e GDEs (Google Developer Experts), tínhamos lugares reservados nas fileiras bem da frente para o Keynote, um luxo só *-*

 

Selfie do Keynote #neiai

Começando do começo, o momento mais aguardado é a abertura do evento, com o já famoso Keynote. Se tiver paciência tempo, assista o vídeo da apresentação (tem duas horas!) que vale MUITO a pena.

Vice-Presidente Sênior de Produtos, Sundar Pichai

[http://www.youtube.com/watch?v=7V-fIGMDsmE]

Das coisas que mais me chamaram atenção no Keynote:

IoT

– O Google está criando maneiras mais fáceis de objetos que usam IoT (Internet of Things) se comunicarem, e apresentaram o Brillo e o Weave (me desculpe se não usar a linguagem técnica das coisas, não é minha área e so fiquei embasbacada com as possibilidades apresentadas 😛)

Android

– No Android, modificaram as escolhas de permissão tornando mais fácil escolher ou não algumas funções que aplicativos pedem e até ver quais aplicativos usam determinadas funções dos dispositivos e modificar isso de uma forma mais transparente e fácil.

Outra coisa bacana é que você não precisa mais dar permissão a todas as funções que um aplicativo pede logo que o instala, pode ir dando essas permições enquanto vai descobrindo e usando o aplicativo (y)

– Ajuste de som separados de aplicativos e aparelho

– Links entre aplicativos

– Fingerprint

– Doze: melhorias na gestão de energia dos dispositivos e os aparelhos serão tanto carregados como poderão carregar outros dispositivos!

Android Wear

– Controle de movimento girando o pulso para cima e para baixo

– Desenho na tela que reconhece emoji, hehe!

– Modo de “low power” que reduz o consumo de energia diminuindo iluminação de tela, por exemplo

Google Now

– Reconhecimento de buscas por contexto (uma das horas que a galera mais vibrou). No exemplo, estava tocando Skrillex e a apresentadora perguntou “como é o nome dele?”, a busca identificou que “ele” era Skrillex e trouxe o resultado o nome dele verdadeiro (que é Sonny John Moore 😛


Google Photos

– Compartilhado entre todos os dispositivos (tablet e celular, por exemplo)

– Backup automático

– Mais fácil de buscar no tempo (achei a interface parecida com o extinto Fotolog, que era uma das melhroes buscas por imagem no tempo que me lembro)

– Busca por contextos: pessoas, locais, coisas.

– Seleção de fotos usando o touch mas como “seletor de mouse” <3

– Armazenamento ilimitado grátis na versão nova <3 <3 <3 

Android one

– Celular de baixo custo

– Google Maps offline \o/ 

– Passo a passo por voz offline \o/ \o/ \o/

Android Studio 1.3

– Suporte a C / C++

– Polymer 1.0

– Cloud TestLab

– Firebase

– Analytics para Play – teste A/B

– Inclusão de uma página do desenvolvedor do aplicativo no Play

– Admob

– Grande investimento em um curso de formação Android Developer Nanodegree no Udacity

Play Games… Google Expeditions… Jump + GoPro e Jump + YouTube… Balões com internet…

Ouf, isso foi SÓ o Keynote!

As sessões se dividiam entre espaços menores e apresentações mais curtas e apresentações maiores em salas que formavam fila para entrar – muitas dessas apresentações grandes foram gravadas, então aproveitei para ver as menores.

mais legal é que as pessoas que apresentam são realmente partes importantes dos times que desenvolveram, então é muito legal ver a propriedade e empolgação que cada um deles conta sobre os projetos!

A primeira apresentação que vi após o Keynote foi um Design Talk que se chamava Asking for Permition (Pedindo permissões) com a Adrienne Porter Felt, que justamente dizia quais eram as melhores práticas para pedir permissões para o usuário ao usar um aplicativo.

Uma das frases de usuário que a apresentadora usou para ilustrar o “dilema” das permissões foi “eu aceitaria se soubesse como desfazer”. A dica dela foi entregar valor e mostrar uma correlação entre a permissão que você quer que o usuário te dê e o que o usuário quer realmente fazer.

Uma ou
tra dica dela foi saber lidar com a rejeição do usuário, permitindo que ele continue no seu site / sistema / aplicativo mesmo negando o uso de alguma função, porém com as limitações que essa negação causa.

Nem preciso dizer que, apesar de ser uma apresentação curtinha, adorei pois é diretamente a área em que amo <3 trabalhar!

Outra apresentação que vi, uma das poucas em salas grandes, foi a The Next Generation Mobile Web (A próxima geração de web no celular). Os apresentadores – Alex Komoroske e Elisabeth Morant eram simplesmente ótimos – pareciam atores super sincronizados! Tirando que em meio a um tanto de “androiders”, eles falarem de web foi um afago no coração <3, haha!

De tudo que eles falaram (bastante sobre como performance é importante e RAILReaction time, Animation time, Idle time e Load time), uma das coisas que achei mais legais foram as “Push notifications“.

A apresentadora deu um exemplo: ela precisava trabalhar mas queria ver os vencedores do Oscar. Como é um evento demorado, com muito tempo entre uma premiação e outra, ela tinha que parar de trabalhar, dar refresh na notícia que ela estava acompanhando e muitas vezes nada tinha acontecido. Com as Push Notifications, ela deu um “push” na notícia e toda vez que ela era atualizada, ela recebia na tela do celular, como uma nova mensagem do Whatsapp ou email! Já vai imaginando tudo que é possível fazer com essa feature aí, amiguinho!

Como a pegada deles era web, eles falaram sobre dar a opção para os usuários adicionarem ícones dos sites / web apps na “home screen” dos dispositivos e cache de aplicativos.

Uma outra apresentação que vi em uma das grandes salas foi a Tech for a better world, faster: A discussion with Google.org’s social innovators  (Tecnologia para um mundo melhor, mais rápido: Uma discussão com inovadores sociais Google.org). Nela alguns representantes de ONGs falaram dos desafios de tocar uma ONG e como a tecnologia ajudou ou foi a base determinante para o sucesso delas. Um dado interessante e triste que uma das pessoas levantou foi que 94% dos programas de TI de governos falham – ela comentou que o governo da Califórnia gastou 2 milhões em um programa que era basicamente um Google Docs :/

As ONGs que se apresentaram foram a CharityWater, Code for America, NextLeafHandUp, muito legal ouvir as histórias de cada um deles.

Partindo para as apresentações menores, fui ver uma apresentação chamada Improving urban mobility by connecting citizens (Melhorando a mobilidade urbana conectando cidadãos), que foi uma apresentação de como o Waze pode ajudar na locomoção das pessoas no dia a dia. Segundo a Di-Ann Eisnor, a missão do Waze é “save 5 minutes for day every day” (ter 5 minutos a mais por dia todos os dias).

E mais: Brasil é super case para eles – mostraram um vídeo famoso de quando o Papa foi ao Rio de Janeiro e como o governo usou o serviço do aplicativo para organizar a cidade e um case durante as eleições acompanhando o tráfego.

Nesse ponto já não segui mais a grade que criei, e fiquei por onde estava mesmo para ver a apresentação Project Volta: Android battery life (Projeto Volta: vida da bateria do Android). Apesar de mostrar algumas coisas mais técnicas, a ideia é bem interessante, mostrando aos desenvolvedores como fazer aplicativos que não consomem bateria desnecessaria do usuário.

A próxima, Google Cast Remote Display APIs for Games, apesar de um pouco técnica também foi interessante para entender a ideia geral – o Jeff Roy e o Antonio Fontan também falaram de algumas boas práticas de usabilidade para aplicar quando desenvolver um jogo para Google Cast. 

Essa foi uma das áreas que achei mais interessantes de aprender! Eles mostraram opções de jogos com o celular sendo o controle e a TV sendo a tela, tudo sendo transmitido pelo Chrome Cast e sendo processado no celular – e dá até pra jogar multiplayer. 

Saindo dessa, que foi uma da últimas apresentações que vi, fiquei bem decidida a aprender mais sobre as possibilidades de desenvolvimento e os desafios para uma Designer de Interação em como aproveitar ao máximo essas novas tecnologias e os que elas podem proporcionar!

No meio de todas essas apresentações, ainda tinham muitos estandes, rodas de papos, oficinas, hands on e muita de comida, claro! Nomnomnom

Café da manhã e apresentação já rolando no telão! Acompanhados da Camila Achutti do Mulheres na Computação

Almoço!

Androit Auto – mais de 35 empresas já estão trabalhando com o Google nesse projeto. 
O Guilherme foi dar uma conferida de perto!

Descanso e bate papo entre uma apresentação e outra

Guilherme e seus novos amigos, Finn e Jake. O Google tem investido bastante em aplicativos voltados para família, o Play For Families

 

Free Starbucks!

 

Pipoquinha a toda hora e duas mesas que fariam qualquer maluco por papelaria pirar!

Uma das vááárias coisas bacanas era o Project Jacquard, que são tecidos que servem de interface e permitem interação *-*

 

E claro, festa! Rolou uma super festa After Hours em uma praça / parque bem ao lado do Moscone Center, nem o frio desanimou a galera!

 

Um morango congelado com chocolate bem louco!

Super papo com o querido Joselito!

Festa nerd tem que ter lightsaber (trouxe as 2 no avião lml)

A partir das 21h, a festa foi “silenciosa” – todo mundo de headphone (foi ótimo pra esquentar mais as orelhas)

No canal do Google Developers você pode encontrar muito mais do que rolou no evento e foi gravado <3

E para fotos oficiais (mais bonitas que as minhas), acesse a página oficial e clique em SEE PHOTOS FROM I/O 2015

Eu pretendo reassistir tudo que vi lá e consumir tudo que tiver disponível, é muita informação pra digerir e muita ideia boa que pode rolar daí, então APROVEITE!

RuPy Campinas – nós estamos a caminho!

O Eu Compraria! não vai em eventos só em São Paulo não! Esse mês vamos desbravar nosso interior paulista começando por Campinas, no RuPy Campinas!

Focado em Ruby, Python e JavaScript, o evento busca levar conhecimento de ponta para a cidade! E nós estaremos com as canecas e camisetas mais maneiras que os programadores que participarão poderiam querer.

Caneca Rails Caneca Python

Caneca JS Camiseta JS

Caneca Rails, Caneca Python, Caneca JS, Camiseta JS e mais no evento…

O encontro vai ocorrer na Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) – UNICAMP no dia 20 de junho das 8h às 18h – 10 horas de muito networking e troca de conhecimento com nomes como Fabio Akita e Luciano Ramalho, entre outras feras do código.

Ah, brindes Eu Compraria! serão sorteados 😉

Nos vemos por lá!

Google #GDGSummit em Mountain View – nós fomos!

Nos dias 26 e 27 de maio ocorreu o Google Global Summit 2015 e nos dias 28 e 29, o Google I/O 2015 (já tem post no ar!). 

O primeiro é o encontro entre os organizadores de GDGs (Google Develop Groups) do mundo inteiro, e eu e o Guilherme tivermos a honra de ir a Mountain View representando o GDG Sorocaba – além de sócios do Eu Compraria! e da GS Solutions, nós também fazemos parte da organização do GDG da cidade em que moramos, Sorocaba – SP \o/

Aproveitando a oportunidade de viajar pela primeira vez para fora do Brasil (Paraguai não conta, né? Hehe!), fomos alguns dias antes para conhecermos a cidade de São Francisco, no estado da Califórnia. Logo mais contamos como foi nossa viagem pela cidade 😉

O Google Global Summit 2015 aconteceu no Museu da História da Computação em Mountain View e contou com quase 500 pessoas de diversos países – era um mini mundo! Ah, info #WomanTechmakers bacana: as mulheres passaram do total de 8% dos encontros anteriores para 22% esse ano, #GoGirls!

Mountain View – agora tudo faz sentido! Vista do quarto do hotel x)

Kit com adesivos e camiseta LINDA (que usei no #io2015 hoho!)

No primeiro dia as atividades foram as mesmas para todos os participantes – os números que tínhamos em nossos crachás eram números de mesas, então os “bolinhos” se desfizeram logo após café da manhã e já entramos no clima de se enturmar com meio mundo, literalmente – na minha mesa tinham dois americanos, um turco, um alemão e dois chineses (acho :S)

Pela manhã tivemos as Boas Vindas do Google com a Adriana Cerundolo e com os líderes regionais, seguido do Keynote da Comunidade com os times de inovação das comunidades e uma apresentação maravilhosa da comunidade do Google Translate (fiquei muito afim de colaborar depois de ver as histórias lindas que mostraram que a ferramenta já ajudou a criar). Nessa manhã já rolou a primeira novidade: o Meetup vai ter integração com os eventos do GDG para reports /o/

No break da manhã tivemos uma aula de Tai Chi com o Jim Hutson, do GDG Modesto – líderes de GDG não manjam só de tecnologia não!

Na volta tivemos o Web Keynote, um Review do GDG Wisdom GitBook criado pela comunidade e instruções do que viria pela tarde.

Web power!

Durante a tarde metade das pessoas participaram do CSI:Lab, uma atividade que lembrou um pouco o “Design Sprint” – que tivemos a honra de aprender com o Luciano Palma há alguns meses atrás – mas mais parecido com HCD (Human Centered Design) que Design Thinking, segundo os instrutores.

A Alda na apresentação da ideia do grupo dela do CSI:Lab

A outra metade participou de uma atividade sobre Comunicação Não Violenta, interessantíssma ferramenta para auto conhecimento! Depois do break da tarde, os grupos se inverteram e assim todos tiveram o mesmo conteúdo. 

Aliás, no break da tarde ocorreu uma das experiências de troca mais interessantes de todas, que já virou tradição: os participantes levam comidas típicas de seus países para serem expostas – e comidas! – em uma graaaande (mesmo) mesa. De chocolate belga a salgadinho de lula desidratado (o Guilherme experimentou esse!), tinha de tudo de doce e salgado. Eu fiquei nos doces e aproveitei as comidinhas brasileiras que levaram: bolo de rolo e Paçoquita!

Orgia gastronômica

Já no fim do dia, tivemos o encerramento, jantar e a festa! Aparentemente já de costume, além das comidas, os participantes também levam bebidas típicas dos seus países para serem experimentadas, e o resultado é uma mistura do Brasil com o Egito muito legal de idiomas, costumes e histórias. Do Brasil levaram Pitú (achei sacanagem, haha!), cachaça e “Busca Vida”. Experimentei uma bebida que não sei de onde é, mas tinha gosto de chiclete de hortelã <3 

No fim conhecemos um brasileiro que mora nos EUA, o Marcus Gabilheri que é líder do GDG da universidade em que ele estuda – a Oklahoma State University – e o John Mahoney, da Filadélfia, que no fim ficamos conversando quase a noite inteira!

 .

Nós com o John, de azul, e eu com o Glass do Marcus!

Na volta para o hotel de ônibus, ainda sentei ao lado do líder do GDG de uma cidade de Papua Nova Guiné e conversamos por um tempo – é ou não é uma experiência louca? 😀

E essa foi apenas metade da aventura (ou 1/4, se pensarmos que ainda teve mais dois dias de Google I/O) \o/

Tinha uma Nasa entre o hotel e o museu (e alguns brasileiros foram!) *-*

No dia seguinte, 27 de maio, houveram várias trilhas em que poderíamos escolher quais ver. Eu optei por assistir “Aprenda como facilitar um CSI Lab na sua região“, seguido de “Construindo comunidade: engajando novos membros e liderança“.

Agenda do Day 2

“Aprenda como facilitar um CSI Lab na sua região”

“Aprenda como facilitar um CSI Lab na sua região”

“Construindo comunidade: engajando novos membros e liderança”

“Construindo comunidade: engajando novos membros e liderança”

Depois do almoço o Guilherme e eu aproveitamos para dar um “pulinho” no Museu da História da Computação, espaço em que estava ocorrendo o evento e que os participantes podiam entrar de graça. Uma pena que teve que ser um pulinho mesmo, pois dava para passar um dia inteiro naquele museu incrível e tínhamos menos de duas horas para ver tudo, das réguas de cálculo a braços robóticos, passando por máquinas de separar cartões e vídeo games *-*

Voltamos a tempo de ver o Luis Leão, do GDG São Paulo, falar sobre Estratégias para criar eventos incríveis e engajadores e nos despedirmos, já que seria missão quase impossível encontrar o pessoal que tivemos contato no meio de seis mil pessoas nos próximos dias no Moscone Center, durante o Google I/O 2015

Esse DevFest SP’14? Eu fui \o/

E deixamos nossas marcas no banner! Ele no início do evento:

E no fim do evento!

Assim que vídeos forem publicados compartilho com vocês, e fica o registro da turma dos brazucas no evento <3

Foto da Ana Paula Gomes

Até mais GDG Global Summit 2015! See you next year 😉

09/05 – CSS Conferência Brasil + Eu Compraria!

Todo mês é um evento: do jeitinho de gostamos!

Após nossa mais que proveitosa participação no iMasters PHP Experience no mês de abril, agora em maio desembarcaremos novamente em São Paulo para outro evento de TI de igual importância: a primeira conferência de CSS do Brasil, organizado por nada menos que a galera da linha de frente do FrontinSampa (outro evento que já batemos carteirinha!) e do Meetup CSSSP.

Quer saber o que você encontrará por lá? Veja nosso stand no PHP Experience:

Nossos produtos serão focados na área de TI, se quiser algo da nossa loja que não se encaixe nessa catergoria, entre em contato conosco que levamos 😉

Caneca CSS3 branca

Essa caneca CSS3 e muitas outras estarão disponíveis a pronta entrega e com desconto

O evento aconterecerá no Hotel Maksoud Plaza das 8:30 ás 18:40 no dia 09 de maio e, seguindo a linha dos outros eventos, o time de palestrantes tá demais: Daniel Filho (“faaaala galera” – já viu nossos produtos ZOFE?) será o apresentador, Almir Filho (256 shades or R, G and B), Bernard de Luna (The BGs), Caio Gondim (256 shades or R, G and B), Diego Eis (Flexbox – O novo jeito de estruturar layouts), Eduardo Matos (Testando seu CSS), Eduardo Shiota (Dominnando a tipografia na web), Lourdes Montano (CSS preprocessors: SASS 101) e Zeh Fernandes (Montions UI com CSS) vão compartilhar seus conhecimentos com os presentes.

Estaremos presentes até a hora do coffee, aceitando dinheiro, cartão de crédito e débito – aliás, teremos produtos novos e exclusivos para o evento /o/

Nos vemos no sábado 😉

GTA V Chiken – a galinha do mal

[https://www.youtube.com/watch?v=umEdkaJfLhY]

Grand Theft Auto
é uma das séries de games mais polêmicas devido ao seu tema e a quantidade de violência envolvido nos títulos da série. E justamente por estes motivos GTA II foi um dos games que marcaram a minha adolescência.

Eu achava fantástico a possibilidade de ter um mapa aberto e sair causando o caos na cidade. Meu objetivo raramente era completar as missões, eu acabava tentando conseguir o maior número de “estrelas de perseguição” possível para sobreviver a tanques e times táticos da polícia me perseguindo e tentando me matar.

GTA II

Mas a série de evoluiu e GTA V apresenta lindos gráficos e possibilidades bem mais vastas que no saudoso GTA II. No game você continua sendo um criminoso e tem liberdade para andar no
mapa aberto roubando carros, espancando pessoas nas
ruas e… apavorando todo mundo como uma galinha possuída pelo mal!

Os fãs de GTA podem aproveitar a promoção de frete grátis para todo o Brasil* da nossa loja e ter em casa esta Caneca GTA V

Caneca GTA V

Bebês recém-nascidos, porém já nerds!

Tem gente que adora essas fotos de bebês em posições engraçadas e com objetos inusitados. Eu, particularmente, só gosto se forem iguais a essas com um pequeno toque geek!

Bebê Alice no Pais das Maravilhas

Que mundo não é uma maravilha enquanto somos bebês?

“We’re all mad here!”

Bebê Batman 1

Bebê Batman 2 e Bebê Mulher Maravilha 1

Bebê Mulher-Maravilha 2

Quando eles estiverem maiorzinhos, já vão poder tomar água e suquinho em squeezes inspirados nos super-heróis!

Bebê Cavaleiro

Bebê Dr. Who

 E você pode aproveitar e relaxar bebendo algo na Caneca Dr. Who – TARDIS quando o baby estiver dormindo assim!

Bebê Flash

Bebê Frozen

Bebê Homem Aranha

Bebê Gamer

Bebê Harry Potter

Bebê Tartaruga Ninja 1

Bebê Tartaruga Ninja 2

CO-CO-CO-COMBO BREAKER Especial Star Wars

Bebê Ewok

Bebê Jedi

Bebê Yoda

Bebê Leia fofíssima *-*

Bebê Padawan

E o TOP 3:

Bebê Super Mario

Daqui quanto tempo ele poderá usar a Pantufa de Cogumelo?

Bebê Spock

Essa touca? <3

Bebê Hobbit <3

Tome algo na Caneca The Hobbit enquanto lê a saga para as crianças!

Um destaque especial vai para a foto pai Darth Vader 

A gente vai fazer umas coisas assim, mas com o Pacato!

25 de abril tem PHP Experience em São Paulo – e o Eu Compraria! estará lá

O InterCon PHP agora é iMasters PHP Experience, e o Eu Compraria! estará por lá com os melhores produtos para a galera de TI

O iMasters PHP Experience 2015, em sua segunda edição, é um dos maiores eventos técnicos de PHP da América Latina, reunindo cerca de 1000 programadores PHP em São Paulo, para palestras nacionais e internacionais com tradução simultânea, áreas de comunidade e diversas ações de networking, realizado em parceria com o grupo PHP-SP.

Caneca PHP Caneca PHP Elefantinho

Caneca PHP e Caneca PHP Elefantinho

E nós também teremos uma novidade para facilitar as compras presenciais: aceitaremos, além dos cartões de crédito, de débito também /o/

Canecas Fedora, Ubuntu e Debian

Canecas Fedora, Ubuntu e Debian

Até o dia 22 de abril, a inscrição está com preço promocional, então aproveite!

O evento será dia 25 de abril, das 8 ás 18h30 no Hotel Renaissance em São Paulo. Nos encontramos por lá 😉